Author: Renata Medeiros

Dores articulares, principais causas

Não aguenta mais sentir dores nas costas, joelhos ou ombros? Anda com muito desconforto ou dores articulares? Então, esse artigo é para você. Leia e tire suas dúvidas.

Primeiramente, vale saber que as articulações são estruturas que incluem as extremidades ósseas, tendões, bursas, cartilagem, membrana sinovial, ligamentos, e são elas que nos permitem os movimentos.

E justamente, por se moverem constantemente, não são raros os problemas nas articulações.

E dores articulares são um desses problemas, caracterizado pela dor nas articulações, que podem até limitar os movimentos, e costuma causar um  enorme desconforto em um ou mais região do corpo.

As dores articulares podem ocorrer durante um determinado movimento, ou mesmo, quando o corpo está parado, e podem ainda, quando insuportáveis, limitar os movimentos.

Causas das dores articulares

Como já foi dito, as dores nas articulações podem ter muitas causas, inclusive, algumas lesões ou doenças podem causar dores e/ou muito desconforto.

Dentre as causas mais comuns das dores articulares, podemos citar as seguintes:

  • Artrite reumatoide: doença autoimune que causa rigidez, dor e inflamação nas articulações.
  • Osteoartrite: uma das dores articulares mais comuns, geralmente em adultos com mais de 45 anos, se dá com o crescimento dos osteófitos (“bico de papagaio”) e a degeneração da cartilagem de uma articulação.
  • Bursite: é a inflamação das bursas, que são bolsas cheias de líquido, que protegem e absorvem o impacto sobre os ossos.
  • Doenças autoimunes: artrite reumatoide e lúpus.

E ainda: Condromalácia patelar; Gota (principalmente no dedão do pé); Doenças infecciosas (Síndrome viral de Epstein-Barr); Hepatite A, B ou C;  Gripe; Doença de Lyme; Sarampo; Caxumba; Parvovirose; Febre reumática; Rubéola; Varicela (catapora); Lesões ou fratura; Osteomielite; Artrite séptica; Tendinite, Dengue, Chicungunha, Exercícios repetitivos…

Cuidados

Então, como vimos acima, muitas podem ser as causas das dores articulares, que devem ser investigadas para serem tratadas.

D acordo com o Ministério da Saúde, no Brasil, por volta d 15 milhões de pessoas sofrem com dores nas costas, joelhos ou ombros, e se elas não forem devidamente tratadas podem evoluir para doenças mais graves, como a osteoartrite.

Ao contrário do que muitos pensam, esse não é um problema que atinge apenas a terceira idade, na verdade, as dores articulares podem atingir qualquer faixa etária.

Tratamento caseiro para dores articulares

Caso você, ou alguém próximo, esteja com dores articulares, a dica é, primeiramente, aplicar calor ou gelo para aliviar a dor. Caso as dores não desapareçam, então, aí é preciso consultar um médico para determinar se existem problemas mais sérios.

Além dessas dicas, o flex caps é bom para dores articulares também, e a grande vantagem dele é que ele é 100% natural e pode ser usado por qualquer pessoa.

Como evitar dores articulares

Embora muitas vezes seja um problema de postura, não existindo nada que de fato previna determinada doença articular , é possível adotar alguns hábitos para prevenir o problema quando ele é por peso ou sobrecarga nas articulações, são eles:

  • Controlar o peso: para que o excesso de peso não aumente a pressão sobre as articulações.
  • Fazer exercícios regularmente: para manter as articulações funcionando bem e ainda fortalecer os músculos.
  • Mudanças na dieta: ingerindo alimentos ricos em cálcio e vitamina D, evitando problemas como a osteoporose.
  • Evitar o sedentarismo: quanto mais usar as articulações, maior será sua lubrificação e sua eficiência, além de evitar que a coluna seja prejudicada por muitas horas sem se movimentar.
  • Largar o cigarro: a própria fumaça do cigarro diminui sua massa óssea, enfraquecendo suas articulações, sem falar que o tabagismo aumenta a inflamação no corpo, podendo afetar as articulações e causar dores.
  • Evitar salto alto: pode causar dores na região além de provocar uma mudança em toda a mecânica do caminhar, alterando o modo como o corpo se equilibra e sobrecarregando algumas articulações.
  • Alongar-se: o alongamento deveria ser incorporado na rotina diária de todo mundo.
  • Investir em massagens: ajuda a relaxar os músculos e articulações.

Medicamentos para dores articulares

Como foi dito, muitas podem ser as causas das dores articulares, assim, o tratamento vai variar de acordo com o diagnóstico do médico. Por isso, somente um especialista poderá indicar o melhor tratamento, assim como, o medicamento adequado.

Como identificar a impotência sexual

Você desconfia que alguma coisa anda errada na “hora H”? Não sabe se está sofrendo de impotência sexual? Então, veio ao lugar certo, tiraremos aqui todas as suas dúvidas.

Primeiramente, é preciso entender que impotência sexual nada mais é que a incapacidade, ou dificuldade, em ter uma ereção do pênis, que permita a relação sexual plena.

Mas, atenção, caso a dificuldade apareça em 50 % das suas tentativas na hora do  contato sexual, então, é bem possível que esteja havendo algum problema sim, e o recomendável é procurar logo a ajuda de um urologista, se o problema continuar aparecendo.

E não pense que está sozinho, pois embora a maioria dos homens não goste de assumir, esse é um problema mais comum do que se imagina, e que pode afetar homens de qualquer idade, e quanto mais cedo procurar ajuda, mais chances terá de um tratamento fácil e rápido.

Na verdade, a impotência sexual é um problema que não prejudica apenas a vida sexual, mas a saúde psicológica, podendo trazer baixa autoestima, depressão, problemas de relacionamento.

Por isso, reconhecer os sintomas é muito importante.

Principais sintomas da impotência sexual

Antes de se preocupar e correr ao médico, vale prestar atenção nos sintomas mais típicos da impotência sexual, que são:

  • Dificuldade para ter ou manter a ereção;
  • Perceber que a ereção está menos rígida e mais flácida;
  • Perceber uma redução no tamanho do órgão sexual;
  • Ter dificuldade em fazer sexo em algumas posições;
  • Ter que se concentrar mais e precisar de mais tempo para conseguir a ereção;
  • Perceber uma diminuição dos pelos corporais e do número de ereções espontâneas ao acordar;
  • Perceber que está ejaculando muito rápido ou precocemente;
  • Perceber alterações ou deformação no órgão genital.

Vale considerar que, além dos fatores acima citados, como a impotência sexual pode ser uma consequência de algumas doenças, como, por exemplo, doença vascular periférica, alguns outros sintomas podem ser percebidos, como dormência, falta de sensibilidade no órgão sexual…

O que fazer ao surgirem os sintomas

Caso a impotência não seja um problema recorrente, só tenha acontecido algumas vezes, ao surgirem os primeiros sintomas, a dica é uns minutos antes da relação usar o gel peniano V8 Big Size, você também pode experimentar algumas soluções caseiras , remédios caseiros indicados para o tratamento da impotência, tais como:

Chá com cascas de Marapuama: melhora a circulação sanguínea, aumentando o desejo sexual.

Chá de alecrim com Chapéu de couro: com propriedades afrodisíacas, que estimulam e a aumentam naturalmente a libido.

Suchá de Morango com Catuaba: melhora a circulação sanguínea, além de estimular o desejo sexual,  devido ao seu efeito afrodisíaco.

Fora essas soluções, existem também alguns alimentos tradicionais, conhecidos para aumentar naturalmente a libido, tais como: vinho tinto, ostras, ovos, banana, abacate, linhaça, café, pimenta, canela, amendoim…

Certamente, essas opções naturais são só para quando você perceber que o problema não é recorrente, pois, caso persista ou perceba alterações no órgão sexual, a dica é consultar o mais rápido possível um urologista, para que ele possa avaliar e indicar o melhor tratamento para o seu caso.

5 motivos para escurecer os cabelos

Anda meio cansada do seu visual? Gostaria de fazer algo diferente mas não sabe por onde começar? Cansou dos cuidados excessivos para ter cabelos loiros saudáveis? Então, continue  lendo esse artigo, pois temos a solução para os seus problemas!

Sabe quando bate aquela vontade de mudar o visual mas não sabe por onde começar? Se por um novo corte, um alisamento, um penteado, uma mudança de cor…

Então, pode ser que escurecer os fios seja o que você, e seus cabelos precisam!

Para quem tem cabelo loiro, castanho ou ruivo, a vontade de mudar pode ser um bom sinal e uma boa hora para dar um descanso merecido aos seus cabelos e, principalmente, ao couro cabeludo.

Pois é, não só a insatisfação com a cor atual deve entrar na balança, vale pesar também a lista de cuidados necessários para ter fios loiros saudáveis e como seus cabelos vão agradecer com um tempo de respiro entre as constantes descolorações e maus-tratos aos fios, que fazem parte da realidade dos cabelos loiros tingidos.

Pensando nisso, resolvemos listar 5 motivos para adotar o cabelo escuro, dando uma mudada no visual, na sua próxima visita ao salão de beleza, nem que seja por apenas algum tempo, mas… vale considerar!

1) Os cabelos estão danificados pela descoloração

Descolorir os cabelos é sempre um processo que danifica os fios, e com o passar do tempo a coisa só piora com o excesso de clareamento, sendo necessário investir em muitos tratamentos diários para conseguir ter cabelos bonitos.

Por isso, se está achando seus cabelos desgastados, porosos e cheios de quebra, talvez seja a hora de considerar escurecê-los, dando um tempo na descoloração. 

2) Cabelos loiros exigem muitos cuidados

Quem tem cabelos loiros sabe o quanto de cuidados eles precisam, como estar  constantemente os hidratando, reparando e tratando os fios com produtos específicos para cabelos tingidos nessa cor.

Assim, caso a rotina de cuidados esteja atrapalhando o seu dia a dia, escurecer o cabelo pode ser o ideal nesse momento, aproveitando, então, para dar um respiro ao couro cabeludo.

No mais, verá que as cores escuras não têm problema de amarelarem, além de  terem um aspecto mais brilhante e sedoso, ainda mais se usar produtos bons como o HairPower que dão mais brilho e nutrição pros fios.

 3) Irá mudar o visual com uma cor nova

Certamente, opções de loiros não faltam no mercado, inclusive, luzes, aloirando apenas alguns fios. Mas, se você cansou dos cabelos loiros, talvez seja a hora de mudar radicalmente, apostando em uma cor escura.

E vale apostar em tons clássicos, como castanho chocolate e preto azulado, que são opções infalíveis quando se trata de mudar radicalmente, já que nunca saem de moda.

E, caso não queira fazer uma mudança assim tão radical, vale considerar o  visual morena iluminada, morena com alguns fios loiros,  ou mesmo o cabelo castanho claro, que é uma cor intermediária e ainda pode ser personalizada com reflexos.

 4) O tom loiro não valoriza a sua pele

Muita gente sonha em ficar loira mas, vale saber, que os tons de loiro, como são claros, nem sempre combinam com determinados tons de pele. E se chegou a conclusão de que o tom de loiro não está lhe valorizando, talvez seja a hora de voltar algumas casas, e adotar o cabelo mais escuro.

Uma dica é considerar como sua pele está no momento, se mais pálida ou bronzeada, e ir experimentando em uma mecha, por exemplo, até encontrar o tom ideal.

 5) Não precisar retocar a raiz frequentemente

Sem dúvida, uma das maiores reclamações de quem tem cabelos loiros é que é preciso ficar retocando a raiz frequentemente. Caso não queira ou não possa ir tão frequentemente ao salão para ficar retocando a raiz, talvez seja a hora de dar um respiro ao couro cabeludo e escurecer os fios.

Como a maioria das mulheres tem o cabelo escuro naturalmente, se optar por cabelos escuros, poderá ter um intervalo maior entre os retoques ou, dependendo da cor escolhida, nem será preciso.

Ervas Medicinais Para Tratar a Dor de Estômago

Remédios naturais sempre foram uma alternativa para curar doenças diferentes. As ervas medicinais que veremos a seguir o ajudarão a acalmar sua dor de estômago de maneira rápida e eficaz.

Dor de estômago é desconfortável, inconveniente e uma das condições mais comuns. Também conhecida como dispepsia funcional, pode ocorrer na parte superior do estômago. Às vezes, é acompanhada de gases, acidez, digestão pesada, vômitos ou falta de apetite.

Hoje, trazemos diferentes ervas e plantas medicinais que nos ajudam a aliviar esse tipo de dor . Sua ação poderosa diminui a azia, alivia a dor e melhora a digestão. A melhor coisa é que eles não causam efeitos colaterais e são muito fáceis de alcançar.

Erva-doce para dor de estômago

A semente de erva-doce promove a digestão, promove a expulsão de gases e evita a dor causada por seu acúmulo . Pode ser ingerido como uma infusão para obter alívio rápido. Além disso, também pode ser consumido cru, adicionado em saladas ou como ingrediente em qualquer receita culinária.

Camomila

A membrana gástrica tem um ótimo aliado na camomila . Protege e repara seus danos graças aos seus efeitos curativos; Ajuda a aliviar a queima e os gases, reduz a acidez, gastrite e desconforto das úlceras. Por sua vez, é um relaxante muscular eficaz e anti-inflamatório natural, que também é usado para acalmar dores de estômago.

Hortelã e arruda

A hortelã é um digestivo poderoso, mas também ideal para úlceras neutralizar e doenças da vesícula biliar; Pode ser comprado em saquinhos de chá ou preparar infusões com suas folhas.

Rue, enquanto isso, acalma os gases, a sensação de acidez e outras dores de estômago. Além disso, ajuda a regular a menstruação .

Paico e cedrón

O bico, um poderoso estimulante da digestão, ajuda a aliviar o desconforto estomacal, principalmente as cólicas. O cedro alivia espasmos estomacais e facilita a micção .

Anis para aliviar gases

Esta é uma das ervas preferidas para o tratamento de doenças do estômago por suas propriedades antiespasmódicas e analgésicas. Relaxa a musculatura do estômago, ajuda a expulsar gases, reduz o inchaço da barriga e diminui a acidez. Além disso, evita gastrite e cólicas nervosas e também promove a digestão.

Tomilho e manjericão

Espasmos gástricos e intestinais, famosos por serem muito dolorosos, têm um inimigo no tomilho. Esta erva também facilita a expulsão de gases. Idealmente, tome o tomilho em infusão, após uma boa refeição.

Basil alivia dores de estômago e cólicas menstruais . Se gargarejarmos com sua infusão, suavizaremos a garganta e aliviaremos a dor.

Alecrim e absinto

alecrim combater os sintomas da indigestão e outras doenças que podem apresentar o sistema digestivo. Seus óleos essenciais ajudam a proteger o estômago, pois cobrem a mucosa digestiva.

Absinto acalma doenças causadas por bactérias que são ingeridas através da água e alimentos ou por parasitas intestinais. Também combate infecções do sistema digestivo.

Linhaça

A linhaça é ideal para combater doenças como diarreia, constipação ou gastrite . Também serve para tratar a inflamação do intestino, a síndrome do intestino irritável ou do intestino e úlceras.

Gengibre

Uma infusão de gengibre alivia dores de estômago, queimação, gases e náusea. Reduz a acidez e combate bactérias intestinais nocivas. Também facilita a digestão e alivia qualquer sensação desconfortável de peso após uma refeição abundante. Seja cru ou como infusão, pode ser consumido diariamente.

Aloe Vera e Alcachofra

Aloe vera alivia azia e ardor, graças às suas propriedades anti-inflamatórias. Também contribui para a regulação do trato intestinal, cura a constipação e limpa o intestino.

A alcachofra ajuda a desintoxicar os órgãos envolvidos no processo digestivo . É ideal para limpar o fígado e regular os níveis de colesterol no organismo.

Dente de leão

Esta erva evita azia, prisão de ventre e promove a digestão. No entanto, embora a condição geral do sistema digestivo melhore, o dente-de – leão não é recomendado para o tratamento de úlceras, gastrite ou pedras nos rins ou na vesícula biliar .

bailahuén

A erva-cidreira é uma planta com propriedades antiespasmódico, tornando-o ideal para aliviar a dor de estômago. Evita náuseas, vômitos e reduz os gases.

O bailahuén diminui o inchaço abdominal; Também possui um poderoso efeito de limpeza do fígado e é um excelente remédio natural de limpeza.

Como vimos, essas ervas medicinais são muito eficazes no tratamento de qualquer doença digestiva. Se soubermos tirar proveito de seus benefícios, obteremos qualidade de vida.