Category: Impotencia

Melhores remédios para tratar Impotência Sexual

Veio até aqui para descobrir os melhores remédios para tratar a impotência sexual? Então, confira abaixo quais são esses remédios, suas indicações, contraindicações e efeitos colaterais.

Sem dúvida, um dos maiores fantasmas na vida dos homens é a impotência sexual mas, embora seja um problema que afete homens de todas as idades,  hoje, já podemos contar com remédios que podem ajudar a tratar o problema.

Assim, se você está sofrendo com esse problema, confira abaixo quais são os melhores remédios, atualmente, para tratar impotência sexual e como usá-los da forma correta.

1. Viagra

Conhecido também como citrato de sildenafila ou só sildenafila, é o remédio mais popular entre os remédios para impotência, favorece a ereção dilatando as artérias que levam sangue até os corpos cavernosos. Mas, para maior eficácia, é necessário haver o estímulo sexual.

Geralmente, o Viagra só é receitado após a realização de alguns exames, para verificar a saúde cardíaca e respiratória do paciente. O efeito dura por até quatro horas, caso dure mais tempo, é preciso suspender seu uso e consultar o médico.

O Viagra não deve ser utilizado por quem faz uso de medicamentos que sejam doadores de óxidos nítricos, nitratos ou nitritos orgânicos, além de, também, ser contraindicado para os alérgicos aos componentes da fórmula.

Foram relatados alguns efeitos colaterais graves, mas em menos de um a cada mil pacientes, o que torna ainda mais necessário que ele seja prescrito por um profissional.

2. Cialis

Cialis é um remédio desenvolvido por uma empresa norte-americana, que tem como base a substância tadalafila, de coloração amarela e formato redondo. Considerada uma das melhores drogas para tratar a impotência sexual ela só é vendida sob prescrição médica.

Cialis funciona da seguinte forma, é inibida a enzima chamada fosfodiesterase tipo 5, que tem como função principal relaxar a musculatura peniana.

O medicamento, também em versão spray sublingual, é recomendado para consumo diário e não causa efeitos colaterais significativos.

Embora seja indicado para tratar impotência sexual, ele não cura, apenas possibilita que o fluxo sanguíneo seja mantido no pênis durante a excitação sexual.

Cialis é contraindicado para homens com alergia à tadalafila e que fazem uso de medicamentos que contenham nitratos.

Ainda existem um produto chamado Eferver Up que tem o mesmo efeitos o cialis e ainda é em formato efervescente, muitas pessoas estão gostando dos resultados dele.

3. Levitra

Tendo Vardenafil como sua substância ativa, Levitra age estimulando o fluxo sanguíneo no pênis, possibilitando a ereção por mais tempo.

A superdosagem desse medicamento pode causar impotência em quem não sofre com o problema, por isso, ele só deve ser utilizado sob orientação médica  Embora não cure a impotência sexual, se consumido de forma correta, ao menos, facilita uma relação sexual satisfatória.

Seu efeito dura cerca de quatro horas, embora a ereção não permaneça por todo esse período, apenas facilita que aconteça nesse intervalo de tempo.

O remédio só pode ser vendido sob prescrição médica

Indicado apenas para homens com dificuldades em manter a ereção, por  favorecer o fluxo sanguíneo, permitindo que a relação sexual seja mantida enquanto a substância ainda está ativa.

Levitra é contraindicado para quem tem alergia aos componentes da fórmula ou usa medicamentos que contenham nitratos e sejam compostos por substâncias doadoras de óxido nítrico. No mais, apenas o médico pode indicar se seu uso é seguro.

Não foram relatados casos significativos de efeitos colaterais.

4. Helleva

O Helleva è a base de carbonato de lodenafila, substância ativa indicada para tratar a impotência sexual. Também pode ser usado não só para conseguir a ereção, como para mantê-la. O medicamento começa a fazer efeito a partir de 40 minutos após administrado, durando por quase seis horas.

Também deve ser usado apenas sob prescrição médica, pois há muitas substâncias que, se combinadas como o Helleva, podem causar sérios problemas. Sua ingestão também é contraindicada para aqueles que apresentam retinite pigmentosa ou alergia aos componentes da fórmula.

Cerca de 10% dos homens que usam Helleva apresentam efeitos colaterais comuns, como dor de cabeça, rinite e rubor e tonturas.

Por fim, embora eficazes, vale lembrar que todos os remédios citados nesses artigo precisam de indicação médica, sob o risco de sérios efeitos colaterais.